10 Dicas para não fazer feio na tua viagem para Porto Alegre

Se tu vai fazer uma viagem para Porto Alegre, a capital do Rio Grande do Sul, saiba que está indo para uma cidade que esbanja charme e cultura. Além disso, a capital dos gaúchos é rica história que se reflete em sua arquitetura, em suas tradições e em sua população acolhedora.

Preparar-se para uma viagem para Porto Alegre é entrar em contato com a essência gaúcha. Este artigo irá fornecer dez dicas essenciais para ajudar você a aproveitar ao máximo sua viagem para esta vibrante cidade brasileira.

1. Prepare-se para o clima

Porto Alegre tem um clima subtropical úmido, com verões quentes e úmidos, e invernos frios. Na capital dos gaúchos, temos muito calor no verão e muito frio no inverno. E temos turistas despreparados nas duas estações, então, segue a dica.

É importante levar roupas apropriadas para cada estação do ano. Casacos e blusas são essenciais durante o inverno, enquanto roupas leves e confortáveis são recomendadas para o verão. Isso porque no inverno a temperatura média gira em torno dos 15ºC, podendo chegar a dias com mínimas próximas de 0ºC e máxima em cerca de 10ºC e no verão máximas de 40ºC em dias que não baixa dos 30ºC.

Já as estações de primavera e outono tende a ter uma grande amplitude térmica, com manhãs e noites muito frias e tardes quentes. Ou seja, esteja bem preparado neste quesito.

2. Ou tu é do Inter, ou é do Grêmio

Porto Alegre é a casa de dois clubes de futebol de renome: Grêmio e Internacional. Ambos têm estádios impressionantes, a Arena do Grêmio e o Estádio Beira-Rio. E essa já foi eleita a MAIOR RIVALIDADE DO MUNDO.

Ou seja, tu está diante de duas torcidas que, apesar do respeito, são grandes antagonistas. E se tu gosta de futebol, saiba se posicionar de forma elegante ao ser questionado por qual dos lados opta. Além disso, vale a pena fazer uma visita aos estádios de ambos os clubes.

3. Aprenda as gírias locais

Os porto-alegrenses têm uma maneira particular de se expressar, com gírias únicas que são usadas no cotidiano. Confira abaixo algumas gírias que tu precisa conhecer antes de aterrizar no Aeroporto Salgado Filho:

  • “Bah” pode expressar absolutamente TUDO, uma ampla gama de emoções, desde surpresa e exasperação até incredulidade ou admiração. É semelhante ao uso do “nossa” em outras partes do Brasil.
  • “Pila” é uma gíria gaúcha para dinheiro. Se alguém diz que algo custa alguns “pilas”, eles estão se referindo ao preço em reais.
  • “Tri” é uma gíria gaúcha usada como intensificador, semelhante ao “muito” ou “demais” do português padrão. Por exemplo, “Esse churrasco tá tri bom!”.
  • “Afudê” é uma expressão que representa algo muito bom, ou seja, para enfatizar algo.
  • “Pechada” é uma expressão usada para indicar uma batida ou colisão. Por exemplo, uma “pechada de carro” seria uma colisão de veículos.
  • “Capaz”, ao contrário de outras regiões do Brasil, é um termo utilizado para expressar surpresa ou incredulidade, semelhante a “não acredito”.
  • “Cacetinho” é a mesma coisa que pão francês ou pão dágua.
  • “Bergamota” é a famosa tangerina, mas aqui se chama assim. Pode chama de “Berga” também.
  • “Vou dar uma banda” significa que a pessoa vai dar uma volta ou passear, e pode ser usada tanto em contextos formais quanto informais.
  • “Te larguei pras cobras” quer dizer que a pessoa já não mais acredita em ti.
  • “Me caiu os butiá do bolso” quer dizer que a pessoa está incrédula, perplexa, surpresa.
  • “Tchê” é um termo usado para se referir a outra pessoa, similar ao você no português padrão. É uma expressão muito comum e versátil que pode ser usada para expressar surpresa, indignação ou até mesmo como um cumprimento casual.

4. Saiba como tomar o chimarrão

A culinária do Rio Grande do Sul é uma das mais ricas do Brasil. Não deixe de provar o churrasco gaúcho, o arroz de carreteiro e a tradicional cuca. Além disso, o chimarrão é uma bebida cultural que é apreciada em todos os momentos do dia.

Mas aqui vai uma dica: Se alguém te oferecer um chimarrão, ou “chimas”, saiba que tu terá que tomar toda aquela cuia. Sim, ela inteirinha. Não tem essa de “tomar um gole” e passar. Além disso, JAMAIS mexa na bomba (o “canudo)” pois isso pode entupí-la e aí ninguém mais vai conseguir apreciar esse chimas.

Leia também: 4 Benefícios do Chimarrão que tu nem imaginava.

5. O Churrasco Gaúcho

Em uma viagem em Porto Alegre, você não pode deixar de experimentar o famoso churrasco gaúcho. A carne é preparada em grandes espetos e assada lentamente na brasa, um processo que lhe confere um sabor inconfundível. Além disso, os gaúchos têm o costume de assar o churrasco em grandes eventos sociais, chamados de churrascadas, criando uma atmosfera de comunhão e celebração.

E tu poderás notar uma diferença no nosso churrasco: ele é assado no espeto logo sobre a brasa, sem grelhas. Ou ainda pode ser, se tu tiver sorte, que a carne seja assada sobre taquaras com a brasa em uma vala. Essa é a forma como os verdadeiros gaúchos assam a carne, costume herdado dos povos originários locais, os índios do RS.

Leia também: Receita de carreteiro gaúcho: Aproveite as sobras do churrasco de domingo.

6. Explore os Parques da Cidade

Porto Alegre é conhecida por seus belos parques e áreas verdes. O Parque Farroupilha, também conhecido como Redenção, é um dos mais visitados e possui um ambiente tranquilo e acolhedor. Já o Parque Moinhos de Vento, ou Parcão, possui uma estrutura excelente para praticar esportes ou realizar piqueniques.

Entretanto, se te levarem a Gasômetro para ver o pôr-do-sol, aprecie este que será um dos mais belos eventos naturais que tu verás na tua vida. Afinal, por aqui, diz-se que este é o pôr-do-sol mais belo do mundo (não conteste isso!).

Leia também: O guia completo com os 12 parques de Porto Alegre.

7. Passeie pelo Mercado Público

O Mercado Público de Porto Alegre é um verdadeiro centro cultural e gastronômico. Além de poder comprar diversos produtos típicos da região, você pode aproveitar para experimentar a culinária local em um dos seus vários restaurantes e cafés.

No “Mercadão” tu pode viver e aprender tudo sobre a cultura gaúcha. Pode comprar erva-mate, cuia de chimarrão, carne para o churrasco, ou pode comer e beber de tudo que o RS tem para oferecer nos restaurantes locais.

Leia também: Os 153 anos de história do Mercado Público de Porto Alegre.

8. Beba uma cerveja artesanal

Porto Alegre, ao longo dos anos, se estabeleceu como a capital nacional da cerveja artesanal. A cidade alberga uma diversidade de cervejarias artesanais, que produzem uma variedade impressionante de estilos de cerveja, variando de IPAs robustas a saborosas Stouts, Sours refrescantes e Pilsners crocantes.

A cultura da cerveja artesanal em Porto Alegre é notável, com várias cervejarias locais conquistando reconhecimento nacional e internacional pela qualidade de seus produtos. Cervejarias como a Tupiniquim, Baldhead e Seasons são apenas algumas que se destacam pela criatividade e excelência na produção de cervejas artesanais.

Muitas cervejarias têm bares anexos ou taprooms, onde você pode provar seus produtos frescos diretamente da fonte, frequentemente acompanhados de boa comida local. Além disso, festivais de cerveja artesanal são eventos comuns, oferecendo a oportunidade perfeita para provar uma ampla variedade de cervejas e aprender mais sobre o processo de fabricação.

9. Conheça a Cidade Baixa na tua viagem para Porto Alegre

O bairro da Cidade Baixa é conhecido pela vida noturna agitada e pelos bares e restaurantes descolados. É o local perfeito para quem busca diversão e uma experiência gastronômica diversificada.

Uma viagem em Porto Alegre é uma experiência cheia de surpresas, encantos e descobertas. Esta cidade acolhedora é um convite ao aprendizado e ao entretenimento, seja você um amante da natureza, um fã de futebol ou um entusiasta da cultura. Portanto, siga estas dez dicas para desfrutar de tudo o que Porto Alegre tem a oferecer, e tenha uma viagem inesquecível.

10. Coma um xis gaúcho

O xis gaúcho é uma versão superdimensionada do tradicional sanduíche, original do Rio Grande do Sul, e é uma verdadeira instituição na gastronomia local. Quem faz uma viagem a Porto Alegre ou qualquer outra cidade gaúcha precisa experimentar esta delícia.

O nome “xis” vem da maneira como os gaúchos pronunciam a palavra “cheese” (queijo em inglês). Este sanduíche é conhecido por seu tamanho generoso e pela grande variedade de recheios que pode ter, que costumam incluir diferentes tipos de carne (como frango, coração, carne moída, ou bife), queijo, presunto, ovo, maionese, e uma variedade de vegetais como alface, tomate e picles.

Ao contrário de outros sanduíches, o xis gaúcho é montado de forma que todos os ingredientes se misturam, resultando em um sabor único e delicioso. Após ser montado, o sanduíche é prensado e servido quente, o que derrete o queijo e faz com que os sabores dos ingredientes se fundam ainda mais.

Leia também: Qual o melhor Xis de Porto Alegre? Selecionamos 10 opções.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast é redatora de web sites há cerca de 8 anos, tendo ao todo 15 anos de experiência com produção de conteúdo para a internet. Graduada em Administração de Empresas (Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre), encontrou sua verdadeira paixão na administração de websites.

Devido sua experiência com redação de conteúdo, obteve registro profissional como jornalista pelo Ministério do Trabalho (Registro Profissional: 0020361/RS).

É porto-alegrense raiz, nascida e criada na zona norte da cidade, mas muito apaixonada pela zona sul e pela orla do Guaíba. Ama a cidade e está sempre em busca de trazer mais informações que possam ajudar seus conterrâneos a curtirem mais o que Porto Alegre tem para oferecer!

Artigos: 432

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo PoA

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading