Crianças e Covid-19: SPRS Alerta para Novas Diretrizes de Vacinação Infantil

Com a virada do ano, o Calendário Nacional de Vacinação implementou mudanças significativas nas diretrizes de imunização contra a Covid-19 em crianças. A Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) destaca a importância dessas novas medidas, enfatizando que a vacinação não só protege a saúde individual das crianças, mas também desempenha um papel crucial na redução da disseminação do vírus em toda a comunidade.

Incorporação Oficial ao Calendário Nacional de Vacinação Infantil

A partir de 1º de janeiro de 2024, as vacinas contra a Covid-19 foram oficialmente incorporadas ao Calendário Nacional de Vacinação Infantil, conforme a NOTA TÉCNICA Nº 118/2023 do Ministério da Saúde. Essa medida abrange crianças de 6 meses a menores de 5 anos.

De acordo com o Programa Nacional de Imunização (PNI), a vacina Pfizer torna-se obrigatória para crianças entre 6 meses e 4 anos. O esquema vacinal inclui três doses (D1, D2 e D3), com intervalos específicos para garantir a eficácia da imunização.

A inclusão da vacina no calendário é respaldada pela licença da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e aprovada pela CONITEC (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde), garantindo a qualidade e segurança do processo.

Alerta do Comitê de Infectologia da SPRS

O médico Juarez Cunha, membro do Comitê de Infectologia da SPRS, alerta para a necessidade contínua de proteção, enfatizando que a pandemia ainda não terminou. Os números de casos e óbitos continuam preocupantes, e as crianças não estão isentas do risco de contaminação.

O Ministério da Saúde reportou casos significativos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) por Covid-19 e óbitos em crianças menores de um ano. Além disso, destaca-se a preocupação com a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), com casos notificados e óbitos, reforçando a importância da vacinação em todas as faixas etárias.

A SPRS, ao destacar as novas diretrizes de vacinação infantil, reforça a necessidade urgente de imunização contra a Covid-19 em crianças. O apelo é para que pais e responsáveis busquem orientação junto aos profissionais de saúde e sigam rigorosamente as recomendações do Calendário Nacional de Vacinação. Em um momento em que a pandemia persiste, a vacinação emerge como uma ferramenta crucial para proteger as crianças e toda a comunidade, contribuindo para a superação desse desafio global.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 838

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo PoA

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading