Defensoria Pública Porto Alegre: Endereços e telefones

A Defensoria Pública Porto Alegre é uma instituição essencial para a garantia do acesso à justiça e à defesa dos direitos dos cidadãos porto-alegrenses que não têm condições financeiras de arcar com advogados particulares. A Defensoria Pública está presente para atender a população, oferecendo assistência jurídica gratuita e de qualidade.

Confira abaixo os endereços e telefones dos principais órgãos da Defensoria Pública em Porto Alegre, proporcionando informações úteis para aqueles que necessitam dos serviços oferecidos. É importante ressaltar que esses dados podem estar sujeitos a alterações, portanto, é sempre recomendável verificar as informações atualizadas nos canais oficiais da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul.

Como tirar segunda via da conta de luz CEEE Equatorial em 2023?

O que é a Defensoria Pública

A Defensoria Pública é uma instituição essencial para a garantia do acesso à justiça e à defesa dos direitos das pessoas em situação de vulnerabilidade social. Em Porto Alegre, a população pode contar com diversos órgãos da Defensoria Pública, distribuídos estrategicamente pela cidade, para receber atendimento jurídico gratuito e de qualidade.

A Defensoria Pública desempenha um papel fundamental na promoção do acesso à justiça para aqueles que não possuem recursos financeiros suficientes para contratar um advogado particular.

Com o objetivo de reforçar essa atuação e estabelecer critérios claros, entrou em vigor no dia 1º de janeiro de 2019 a Resolução do Conselho Superior da Defensoria Pública nº 07/2018, que estabelece os novos critérios de atendimento da instituição. Vamos conhecer alguns aspectos importantes desses critérios.

Quem pode ser atendido pela Defensoria?

De acordo com a Resolução, a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul (DPE/RS) prestará orientação jurídica às pessoas físicas e jurídicas que sejam hipossuficientes financeiramente.

Considera-se hipossuficiente financeiro a pessoa física que comprove uma renda familiar mensal igual ou inferior a três salários mínimos nacionais, levando em consideração os ganhos totais brutos de sua entidade familiar.

Além disso, não deve ser proprietária, possuidora ou titular de direitos sobre bens móveis, imóveis, créditos, recursos financeiros em aplicações, investimentos ou quaisquer direitos economicamente mensuráveis que ultrapassem a quantia equivalente a 300 salários mínimos nacionais.

O que pode ser deduzido na aferição da renda familiar?

Ao aferir a renda familiar, a Resolução determina que sejam deduzidos o valor equivalente a 25% do salário mínimo nacional por dependente, bem como o valor equivalente a 50% do salário mínimo nacional por dependente incapacitado para o trabalho e que demande gastos extraordinários.

Além disso, não serão computados os rendimentos provenientes de programas oficiais de transferência de renda e de benefícios assistenciais. Já na aferição do patrimônio, devem ser desconsiderados o imóvel destinado à moradia ou subsistência, assim como as dívidas e ônus reais incidentes sobre esse imóvel.

Pessoa jurídica pode ser atendida?

Sim, desde que a pessoa jurídica seja considerada hipossuficiente financeiramente. Para isso, deve comprovar um lucro mensal igual ou inferior a três salários mínimos nacionais, atestado pela Declaração Anual do Simples Nacional (DASN SIMEI) ou documento equivalente.

Além disso, a pessoa jurídica não deve possuir patrimônio, ser possuidora ou titular de direitos sobre bens móveis, imóveis, créditos, recursos financeiros em aplicações ou investimentos, ou quaisquer direitos economicamente mensuráveis, que ultrapassem a quantia equivalente a 300 salários mínimos nacionais. Os sócios da pessoa jurídica também devem ser considerados hipossuficientes.

Atendimento individual protetivo

Independentemente dos critérios financeiros, a Defensoria Pública também prestará atendimento individual protetivo a pessoas inseridas em grupos sociais vulneráveis quando a pretensão estiver diretamente associada à situação de vulnerabilidade.

Nesses casos, é necessário que as circunstâncias fáticas indiquem a necessidade de proteção dos direitos fundamentais, a preservação da dignidade da pessoa humana e a promoção dos direitos humanos, especialmente em situações graves e urgentes.

Para esse tipo de atendimento, é preciso que seja firmada uma declaração de hipossuficiência organizacional, reconhecendo a condição de vulnerabilidade do indivíduo ou grupo social, como crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência, consumidores, população LGBT+, refugiados, vítimas de violações aos direitos humanos, indivíduos acusados em processo criminal ou privados de liberdade.

Atendimento de demandas coletivas

A Defensoria Pública também atua na defesa de direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos, mesmo sem provocação ou expressa autorização individual. Esse tipo de atuação visa beneficiar grupos de pessoas hipossuficientes, independentemente da necessidade de autorização individual.

Defensoria Pública Porto Alegre – Zona Central

Defensoria Pública Porto Alegre - Zona Central
Imagem: Francielle Caetano – ASCOM DPE/RS
  • Prédio Sede
    Rua Sete de Setembro, 666
    Horários de atendimento: Segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30
    Fone: Alô Defensoria (51) 3225-0777 (atendimento de segunda a sexta, das 8h às 19h)
  • Unidade Central de Atendimento e Ajuizamento – Sede
    Rua 7 de Setembro, 666 – Centro Histórico – Térreo e sobreloja
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30 (presencial)
    Fone: 129 (segunda a sexta-feira, das 8h às 19h)
    Fone: (51) 3201-0749 (segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30)
    E-mail: [email protected]
  • Justiça Instantânea
    Avenida Augusto de Carvalho, 2000 – sala 215
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3226-0214
    Informações do local
  • Foro Central I – Violência Doméstica
    Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 105 – Praia de Belas
    Fone: (51) 2136-0048
    E-mail: [email protected]
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
  • Defensorias do Júri
    Rua Dr. Vicente de Paula Dutra, 236
    Fone: (51) 2136-4996
    Horários de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
  • Foro Regional do 4º Distrito
    Avenida Borges de Medeiros, 1945 – 4º andar
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3345-2720
    Fone: (51) 98600-2631 (Whatsapp)
  • Tribunal de Justiça do Estado do Estado do Rio Grande do Sul
    Avenida Borges de Medeiros, 1565 – sala 218
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Municípios Atendidos: Porto Alegre
    Fone: (51) 3212-0539
  • Defensorias Públicas do Foro Central II
    Rua Manoelito de Ornellas, 50 – Sala 104
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 2136-4992
    E-mail: [email protected]
  • Justiça Militar: 1ª Defensoria Pública Especializada na Justiça Militar
    Avenida Praia de Belas, 799
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3228-4460
  • Justiça Militar: 2ª Defensoria Pública Especializada na Justiça Militar
    Rua Cel. André Belo, 72
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3228-4460
  • Defensoria Pública Criminal de 1° Grau
    Rua Múcio Teixeira, 110 – térreo
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3227-0819
  • Tribunal de Justiça do Estado do Estado do Rio Grande do Sul
    Avenida Borges de Medeiros, 1565 – sala 218
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3212-0539
  • Foro Regional do 4º Distrito
    Avenida Borges de Medeiros, 1945 – 4º andar
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3345-2720 e (51) 98600-2631 (Whatsapp)
  • Justiça Militar: 1ª Defensoria Pública Especializada na Justiça Militar
    Avenida Praia de Belas, 799
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3228-4460
  • Justiça Militar: 2ª Defensoria Pública Especializada na Justiça Militar
    Rua Cel. André Belo, 72
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3228-4460
  • Defensoria Pública Criminal de 1° Grau
    Rua Múcio Teixeira, 110 – térreo
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3227-0819
  • Defensoria Pública Criminal de 2º Grau
    Rua Múcio Teixeira, 110 – térreo
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 2125-0037
    E-mail: [email protected]

Defensoria Pública Porto Alegre – Zona Norte

Foro Regional do Sarandi
Foro Regional do Sarandi
Imagem: Google
  • Foro Regional do Sarandi
    Avenida Assis Brasil, 7625 – 3º andar
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3365-6108 e (51) 3365-4233
  • Defensoria Pública – Centro Vida
    Av. Baltazar de Oliveira Garcia, 2132 – São Sebastião
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3347-5144

Defensoria Pública Porto Alegre – Zona Leste

Foro Regional do Partenon
Foro Regional do Partenon
Imagem: Google
  • Foro Regional do Alto Petrópolis
    Avenida Protásio Alves, 8144
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3387-4075 / (51) 3386-1145 (Foro) / (51) 3334-1823
  • Foro Regional do Partenon
    Avenida Cel. Aparício Borges, 2025 – sala 111
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 2104-0008 e (51) 2104-0102
    E-mail: [email protected]

Defensoria Pública Porto Alegre – Zona Sul

Foro Regional da Tristeza
Foro Regional da Tristeza Imagem: Google
  • Foro Regional da Tristeza
    Avenida Otto Niemeyer, 2000
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3250-1013 / (51) 3246-0635 / (51) 3241-5820
  • Foro Regional da Restinga
    Estrada João Antônio da Silveira, 2545
    Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
    Fone: (51) 3250-1244

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast é redatora de web sites há cerca de 8 anos, tendo ao todo 15 anos de experiência com produção de conteúdo para a internet. Graduada em Administração de Empresas (Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre), encontrou sua verdadeira paixão na administração de websites.

Devido sua experiência com redação de conteúdo, obteve registro profissional como jornalista pelo Ministério do Trabalho (Registro Profissional: 0020361/RS).

É porto-alegrense raiz, nascida e criada na zona norte da cidade, mas muito apaixonada pela zona sul e pela orla do Guaíba. Ama a cidade e está sempre em busca de trazer mais informações que possam ajudar seus conterrâneos a curtirem mais o que Porto Alegre tem para oferecer!

Artigos: 432

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo PoA

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading